Posto salva-vidas (2005)

Desenho e desenvolvimento dum posto de observação de salva-vidas torre de intervenção imediata nas praias para a Cruz Roja.

O posto de observação é um módulo que se coloca na primeira linha do mar, que tem certa altura para permitir a vigilância da praia com um campo de visão de 200 metros em cada lado, e de intervenção imediata em caso de necessidade. Este módulo tem que permitir também realizar primeiros auxílios, por tanto vai disporá duma área interior,resguardada, onde poder faze-las.

.

.

Alguns requisitos dos postos:

– Sao instaladas durante a temporada estival, por tanto devem ser fáceis de instalar, transportar, armazenar e desmontar.
– Os salva vidas utilizam os postos durante mais de 4 horas, por tanto devem estar protegidas do sol e do vento.
– A capacidade deve ser para entre 2 o 3 pessoas. O posto deve ter cabimento para acessórios de salvamento auxiliar, e uma das dimensões deve ser de pelo menos 2 metros, para poder cubicar a maca.
– Para conseguir uma correta visibilidade é necessária uma superfície elevada de entre 1 metro e 1 metro e meio, para garantir a função de vigilância, também um campo de visão de 180º desde o interior.
– Deve ter uma estrutura estável em terreno arenoso, grades de proteção lateral, fecho hermético y seguro.
– Estética identificável visualmente.

Este projeto requeria que o custo total dum posto, montada, nao superasse os 12.000 euros. Produção estimada: 500 unidades anuais.

As imagens superiores mostram alguns exemplos das primeiras idéias surgidas na fase inicial anteprojeto. O objetivo era um posto funcional e prático, ao mesmo tempo que atrativo visualmente, considerando os requisitos que precisava. Estas propostas foram finalmente descartadas por motivos diversos, como superdimensão, por precisar de mecanismos com alto risco de deterioro em atmosferas salinas ou presença de areia, o por custo elevado. A continuação se mostra a solução adotada.

Estas imagens mostram, em rasgos gerais, o projeto do posto de vigilância. O posto projetado consta de três áreas: rampa de acesso, área de vigilância, e o interior para intervenção. Durante as horas de uso dos postos, a área de vigilância exterior fica protegida do sol e do vento, já que está dotada duma plataforma-pára-sol e painéis laterais de policarbonato (proteção UV), enquanto segue mentindo uma área resguardada no interior.

O posto projetado é fácil de manipular (abrir e fechar-la a diário) e fica fechado de forma segura, evitando assim ser vitima de atos vandálicos.

A construção do posto é baseada em perfilaria de alumínio adonisado, painéis de resina fenólica, painéis de policarbonato, listeis de madeira de teca, e acessórios de união, reforço e articulação. A perfilaria de alumínio permite fácil montagem, e o sistema permite obter subconjuntos pre-ensamblados, para facilitar as tarefas de transporte, instalação e armazenagem.

Materiais e peças utilizadas foram estudadas para garantir a estabilidade da estrutura, e otimizadas para poder entrar no orçamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s